Artigos e afins

Como o Shiatsu pode te ajudar a PASSAR EM CONCURSOS

Por Arnaldo V. Carvalho*

https://shiatsuemocional.files.wordpress.com/2010/11/concursoouprova.jpg?w=300

Vestibular. Defensoria. Magistrado. Concurso público. Provas. Entrevistas. Memória, atenção, tensão, stress, ansiedade, medo.

Se você é capaz de associar o concurso que pretende fazer com palavras como essa, deve ter noção do que passa alguém que pretende, após uma prova bem feita, passar a uma nova etapa de vida, onde todo o sacrifício e dificuldade vivida anteriormente  será compensada com uma posição satisfatória seja ao entrar em um novo nível acadêmico, seja pela tranquilidade e estabilidade econômica que um concurso ou emprego pode proporcionar.

Infelizmente, para muitos esse tempo é tragado pela dificuldade de concentração. É difícil viver no presente sonhando tanto com o futuro, necessitando tanto deixar um presente apertado para trás, tirar da cabeça o mundo de cobranças externas e internas.

Dizer “acalme-se” talvez seja a resposta exata para deixar uma pessoa com grande stress ainda pior. Aumentar o tempo de estudo só aumenta o stress, reduz os mecanismos de desestress, e a concentração torna-se ainda pior. Apelar para medicamentos ansiolíticos é fazer o organismo pagar um preço que pode ser alto, incluindo os efeitos colaterais.

Sintomas Secundários

A dificuldade de se concentrar, aprender e memorizar é o sintoma principal do estudante; contudo, não podemos eser que quase sempre tais sintomas são acompanhados de outros problemas, que embora bastante sérios em geral são colocados de lado e mesmo considerdos “menos urgentes”. Assim, ficam em segundo plano atapalhando ainda mais a paz e ando as energias de quem estuda.  Alguns desses sintomas incluem: insônia, dor de cabeça, irritabilidade, problemas de pele, problemas intestinais, indisposição, dor no estômago (com ou sem gastrite), cansaço crônico, aumento de peso, cistites, candidíase, herpes, aumento de crises em pessoa alérgicas, inchaço, dores musculares (sobretudo nos ombros, nuca e lombar), entre outros.

O que fazer?

No meio disso tudo, quase ninguém imagina o quanto o Shiatsu faz diferença numa hora como essas. Sim, a solução pode estar nessa terapia, que embora popular, é pouco conhecida em algumas de suas virtudes. Sim, o Shiatsu é a técnica que fará você dispensar mandingas, crendices e afins na hora de se dedicar a passar na prova – seja ela a do seu curso, seja para um vestibular, concurso público, seja um teste que envolve performance física (caso você seja um atleta ou artista) ou mental. O Shiatsu promove relaxamento corporal. Ele permite que o ruído, a fala interna – mental compulsiva abrande e permita que os pensamentos entrem em ordem. Ele favorece o surgimento de um novo espaço interno e um novo tempo interno dentro da pessoa, de modo que ela consegue se focar durante o estudo, recupera a auto-estima e deixa a pessoa com a cabeça fresca para atuar com toda a sua potencialidade quando do “dia D”. Mas afinal, o que é essa técnica maravilhosa?

O que é o Shiatsu

Shiatsu é uma terapia corporal que teve origem no Japão e desenvolveu-se diferentemente e paralelamente em várias partes do mundo. Algumas escolas baseiam-se no sistema energético da Medicina Tradicional Chinesa; outras, nas práticas de saúde popular do Japão; outras ainda, no conhecimento anatomo-fisiológicas do Ocidente, e finalmente, há escolas de sistema misto. Independente do método escolhido, o Shiatsu reúne algumas características que o tornam realmente especial em momentos como esse, e acabam proporcionando os resultados mencionados mais acima neste artigo. Dentre essas características, podemos destacar:

Toque: O toque inicia-se na fisicalidade mas sempre o transcende. Ao sermos tocados por alguém uma mão que é percebida como amorosa, passamos pouco a pouco a confiar. O elo que o vínculo de pele nos traz cria entre os praticantes de Shiatsu uma atmosfera de equilíbrio e harmonia, onde tanto quem faz como quem recebe beneficiam-se. O toque faz emergir a confiança, a tranquilidade e permite que os músculos saiam do alerta, descontraiam-se, permitindo assim a renovação da forma de lidar com o mundo e suas necessidades. O toque do Shiatsu tem exatamente esse objetivo.

Ritmo: O ritmo do Shiatsu de qualidade induz a um movimento cerebral mais lento – compatível com estados meditativos-, levando os praticantes (tanto aquele que aplica as técnicas como o que recebe) a aumentarem o poder de concentração, o foco e a tranquilidade mental.

Respiração: Técnicas respiratórias são são amplamente utilizadas, com diferentes objetivos. Elas permitem a oxigenação do cérebro; O gerenciamento e a resolução de desequilíbrios encontrados ao longo do corpo, durante uma sessão; Um contato maior da psique com o mundo externo e do consciente com o inconsciente.

Fala: Poucas escolas utilizam a fala como recurso terapeutico. Porém, se bem conduzido, o verbo pode ser um poderoso aliado no Shiatsu. Ao tocar certas zonas do corpo é possível fazer emergia medos e ansiedades, e por vezes isso vem a tona na mente e expressa-se inicialmente na verbalização – especialmente numa primeira parte do tratamento (esse é apenas um exemplo). A fala possui o momento certo, o tema certo e a quantidade certa.

Os mecanismos – como funciona

“O corpo não foi feito por partes”, dizia Dr. Barcellos, longevo médico com uma visão global do corpo. Sim, o corpo está todo ligado. Certas áreas da pele possuem áreas correlatas no cérebro, influenciando na química neuronal, hormnal, nas emoções, na energia vital da pessoa. Pressionar as áreas certas do jeito certo e com o ritmo certo é a primeira estratégia do tratamento de qualquer estilo de Shiatsu. Lembra uma massagem, mas não há deslizamentos, apenas pressões, em geral constantes e ritmadas – quase sempre com o uso das mãos ou dedos. Durante uma sessão de Shiatsu, os praticantes interagem dinamicamente, observando e procurando soluções terapêuticas para desequilíbrios das diferentes áreas do corpo, sempre relacionadas por mecanismo reflexológico com emoções e funções orgânicas.

Associação com terapias coadjuvantes e orientação de tarefas extra-sessão

Há profissionais de Shiatsu que estão preparados para oferecer uma terapia verdadeiramente holística (que observa os fenômenos individuais e coletivos de maneira integrada). Esses lançarão mão de recursos vários, poderão oferecer dicas de alongamentos, uso de óleos essenciais, alimentação apropriada para o momento, etc.

Dá pra fazer em casa?

Shiatsu pode ser aprendido em diferentes níveis, e mesmo praticado individualmente. Sua forma básica é simples, eficaz e segura, e portanto pode ser realizada sem problemas dentro da família. Se um praticante caseiro sentir  sua dificuldade no estudo, ou gerenciamento do stress, de modo a não permitir que os resultados sejam satisfatórios, então é hora de buscar auxílio profissional.

Tipos de Shiatsu

Assim como outras atividades corporais do antigo oriente, como o kung fu ou o tai-chi-chuan , por exemplo, o Shiatsu possui diferentes escolas, e diferentes estilos. Para saber mais sobre os diferentes tipos de Shiatsu, leia a matéria de nosso Blog clicando aqui.

Onde encontrar para aprender e fazer em casa:

Há várias escolas e pequenos cursos particulares de bons professores, dedicadas aos diversos níveis de Shiatsu. Nossa escola Aeshi oferece cursos modulares, onde os graus básicos são excelentes para os leigos, sendo cursos mais dinâmicos e descontraídos – embora sejam sérios e ensinem de verdade. Conheça nosso curso de Shiatsu Emocional módulo básico clicando aqui. Oferecemos o curso regularmente no Rio, Niterói, Cuiabá e São Paulo, e em outros locais a convite.

Histórias de sucesso (reais)

Vestibular

– F. Barros era um atleta adolescente e conheceu o shiatsu para resolver um problema em seu ombro. A recuperação não tardou e ele passou a recorrer a técnica para outras situações. Quando do vestibular, onde sua opção era passar para a universidade pública em engenharia, veio nos procurar. Passou todo o ano de cursinho a fazer Shiatsu e yoga. Pouco antes das provas, relatou: “sinto-me calmo, tranquilo, embora meu pai me pressione eu estou bem comigo mesmo e não me deixo levar pela ansiedade dele”. Foi muito bem colocado e já está se formando esse ano.

– A rinite de C., um adolescente brigão, o incomodava profundamente. Depois de algumas sessões e orientação naturopática ele disse: “é a primeira vez desde criança que minhas duas narinas funcionam ao mesmo tempo”, disse. Este outro jovem com o tempo entendeu que seu problema tinha relação com várias situações emocionais e seu equilíbrio geral interno. C. tratou-se com o Shiatsu, reatou boas relações com seu entorno familiar, quando do período do vestibular, considerou-se pronto para enfrentar a prova, fazendo-a com toda a tranquilidade.

Concurso público

– Ainda guardo o convite para a formatura de M., que me procurou para passar em certas provas. Depois, alcançou a defensoria pública utilizando as mesmas técnicas. Quando ela começou, tinha uma grande insegurança, porque vinha de uma família de advogados reconhecidos, e considerava-os praticamente inatingíveis. Com o Shiatsu adquiriu confiança em si, e resolveu buscar seu próprio caminho dentro da área (seu pai, avô e irmão eram promotores).

– “Olho para o livro e fico na mesma página por um tempo enorme – simplesmente o que está escrito ali não entra na minha cabeça”. Faltando dois meses para a prova de defensoria pública, K. é outro que estava sendo tomado pela ansiedade quando nos procurou. Fez Shiatsu semanalmente até o momento da  prova e foi muito bem aprovado.

Desafios que envolvem o corpo e a concentração

– Anos atrás, venci um concurso promocional envolvendo dardos sem qualquer prática. Promovido pelo stand de uma empresa, era preciso acertar duas vezes seguidas no alvo para ganhar o prêmio. Não havia segunda chance. Errou, estava fora. Mas no dia seguinte era possível tentar de novo. meu primeiro dia foi desastroso. Mal consegui que o primeiro dardo parasse no alvo em si. No segundo dia, a estratégia foi Shiatsu. Logo no início da feira, com as filas ainda pequenas, fiz Shiatsu com uma boa equipe que lá prestava serviço. Sai “tinindo”, fui direto ao stand do dardo.. E o prêmio estava no papo!

– Durante o tempo em que atuei diretamente com jovens atletas, foram varios aqueles que me procuraram para aumentar a performance. Uma mente bem focada e uma musculatura com a energia fluindo permite que a pessoa utilize todo o seu potencial.

Finalizando

De fato, há provas que mudam uma vida. Nosso sistema é implacável, e tais provas podem ser uma grande chance para se mudar de vida de uma hora para outra. Há quem largue tudo ou dedique todo o tempo de vida possível ao estudo para uma prova dessas. Se esse for o seu caso, faça Shiatsu. Os benefícios você já começa a sentir desde a primeira sessão.

*   *   *

* Arnaldo V. Carvalho é terapeuta e professor de Shiatsu básico e avançado. Desenvolve todo um estudo relacionando mente, emoções e corpo, e dirige a escola do Shiatsu Emocional – com núcleos em São Paulo, Cuiabá e Rio de Janeiro (Niterói). Saiba mais em: www.arnaldovcarvalho.com e arnaldovcarvalho.wordpress.com/about.

Anúncios