Notícias

Shiem leva curso de Shiatsu para Cabo Frio, RJ

shiem_cabofrio.jpg

Em novembro, a Comunidade Shiem, com sua Escola de Shiatsu, estará oferecendo seu curso intensivo de Shiatsu e Shiatsu Emocional, ministrado em dois finais de semana.

O professor Hirã Salsa, responsável pelo Núcleo Niterói da Shiem e coordenador do Shiatsu Social do Grupo Pela Vidda (em parceria com a Shiem), estará a frente desse curso, que já iniciou praticantes da terapia japonesa em todo o país e exterior.

Evento do curso no Facebook

Inscrições do curso no site Eventbrite

Mais sobre o curso

Um dos melhores cursos de Shiatsu do Brasil. Somos completos em conteúdo, valorizamos o sistema vivencial de aprendizado, focando na experimentação prática da teoria. Oferecemos o diferencial de abordar os aspectos emocionais com profundidade.

A porta de entrada para um sistema de ensino que apoia a prática do Shiatsu de forma permanente e autêntica!

O Curso Intensivo de Shiatsu e Shiatsu Emocional é o acesso para a compreensão e aplicação do Shiatsu e o Shiatsu Emocional de modo eficiente e seguro. Aborda os aspectos emocionais da terapia com a profundidade apropriada e através dele mostra ao aluno a visão oriental acerca da saúde humana.O intuito é apresentar aos interessados que trabalham (ou não) com terapias corporais, psíquicas e comportamentais (massoterapias, psicoterapia, psicologia, etc.) as leituras arquetípicas das relações entre corpo, meridianos e emoções.

Pré-requisitos e Público Alvo

Não existe nenhum pré-requisito.É recomendado a todos os profissionais que atuam com MTC, Shiatsu, psicólogos, bem como os demais profissionais de saúde que desejam enxergar além do horizonte físico atuar no campo emocional; aos psicólogos que desejam fazer uso de uma abordagem corporal, e aos terapeutas corporais que desejam passar a ter o corpo não como fim, mas como meio para equilibrar o ser. A quem busca ampliar seus conhecimentos e, consequentemente, sua qualidade de vida.Aqueles que desejem apenas o uso familiar do Shiatsu sentirão segurança na aplicação do dia a dia. Os que pretendem adotar o Shiatsu como método profissional, tenha qualificação prévia ou não têm possibilidade de seguir pelo programa completo de formação, que consiste de módulos avançados, participação em grupo de estudos, treinamento individual e de grupo, entre outras ações.

No programa:

Prática do Shiatsu: Toque, ergonomia, formas de pressão, sentir e seguir o corpoRespiração e atenção plenaKi (Energia vital; Yin-yang; Circulação de energia pelo corpo)Padrões dolorosos e energiaOrigem, evolução e modalidades do Shiatsu;As matrizes técnicas do Shiatsu;Introdução à Medicina Oriental – Raízes, o Tao, as influências culturais;Os 12 Meridianos principais e suas funções emocionais;O estilo Shiatsu Emocional;Introdução à percepção do Hara;Corpo sensorial e Shiatsu: otimizando teoria e prática;Tratamento dos principais desequilíbrios emocionais através do shiatsu;Exercícios práticos e Prática Básica, com orientação ergonômica e postural.Como ultrapassar o protocolo básico através da compreensão, percepção e das Zonas de Entrada

Carga horária: 32H

O curso oferece:

  • Apostila eletrônica completa com anexos em prática de atendimentos específicos, aromaterapia e extensa bibliografia,
  • HD VIRTUAL riquíssimo em informações complementares, como livros virtuais, artigos, imagens, músicas., etc.
  • Ingresso na comunidade Shiem com acesso a grupos virtual e presencial de estudo continuado (grátis por um ano)
  • Candidatar-se a admissão no curso de Shiatsu e Shiatsu Emocional Avançado,
    Certificado de participação e lanches.
Anúncios
Artigos e afins, Clipping/Imprensa, Notícias

Nossa borboleta chora o Museu Nacional

luto shiemA

A Shiem, Comunidade de praticantes de Shiatsu, chora hoje pela irreparável perda do Museu Nacional do Rio de Janeiro.

Temos consciência do que representa esta perda para a humanidade. Nosso carinho a todos os que hoje sofrem como nós.

Artigos e afins

Do Rio a Palmas em meio às questões nacionais: o posicionamento da Shiem diante dos últimos acontecimentos

cropped-shiem2.gif

No meio à turbulência grave que estamos vivendo, um curso ameaçado é o menor dos males do Brasil. Mas como a parábola do incêndio e do beija-flor, acreditamos que as pequenas atitudes valem. Por isso, a decisão de publicar essa mensagem, para que se some a outros esforços de nosso povo. O curso está mantido, e ficará marcado na história de nossa escola e comunidade como mais um ato de cidadania entre tantos outros que estão ocorrendo nesse momento. (Arnaldo).

Carta aberta aos brasileiros e habitantes da cidade de Palmas acerca do curso de Shiatsu a ocorrer entre os dias 31 de maio e 3 de junho nesta cidade:


Rio de Janeiro, 29 de maio de 2018

Queridos interessados e participantes do curso de Shiatsu promovido pela Shiem Shiatsu e Tatiany Yoshimi em Palmas:

Temos um compromisso com todos os que se inscreveram e estarão lá. Acredito que estar em Palmas nesse momento é inclusive um compromisso pessoal de colaborar com o país, pois quanto mais deixamos as coisas nos levarem, quanto menos reagimos e buscamos alternativas, quanto mais nos fazemos reféns em nossas próprias casas, mais acredito que a opressão nos torne presas fáceis.

Estar no curso é, para mim, uma forma de reivindicar o espaço que todos nós programamos para ter de quinta a domingo. Não vamos deixar que tirem isso de nós.

Há opções? Uber? Pode-se pensar em esquemas de caronas? Transporte público? Dormir na casa de quem mora perto? Em meio à necessidade de difíceis escolhas, que envolvem perdas e ganhos, confortos e desconfortos, digo que vale, vale muito a pena não se contentar e buscar caminhos. E valerá cada segundo de nosso encontro – o Shiatsu vai fazer valer, e os que conhecem a terapia com profundidade podem confirmar o que estou dizendo.

De nossa parte, fizemos um planejamento com muita antecedência, investimos financeiramente, e nesse momento já não importa tanto ter o retorno material antes esperado. O que mais interessa é ver mais pessoas fazendo Shiatsu em Palmas, compreendendo o quanto suas lições são importantes para se vencer o medo, para tornar pensamento e ação uma coisa só, para ajudar na ponderação e no enfrentamento com base na união. Nos interessa confirmarmos que Shiatsu é atitude e é colocar a força na energia da Abundância.

Estou saindo do Rio de Janeiro amanhã a tarde, chegando em Palmas a noite. Deixo família, filhos pequenos (a quem eu crio e cuido DE FATO), clientes, para honrar meu compromisso com vocês, e fazer a vida fluir.

Que nosso curso seja ponto de resistência contra toda e qualquer energia negativa e paralisante que assola esse país e suas pessoas.

Quem quiser estar conosco, será um privilégio para mim.
Um abraço de coração.

Arnaldo V. Carvalho
Shiem – Escola e Comunidade de Shiatsu

Artigos e afins, Clipping/Imprensa, Notícias

A história do Shiatsu Emocional, da Escola de Shiatsu e da Shiem Shiatsu

A evolução do curso de Shiatsu e Shiatsu Emocional da Shiem

1994 – Prof. Arnaldo faz seu primeiro curso de Shiatsu, com Gilberto Sonoda em Niterói.

1999 – Prof. Arnaldo ministra aula de semiologia energética no curso de Naturopatia do CENA. 2000 – Lança seu curso livre “Aprenda a fazer Massagem, onde 50% da carga horaria é preenchida com Shiatsu e seus fundamentos.

2001 – Lançado o curso de Shiatsu Expresso, o primeiro do Rio de Janeiro sobre o uso do Shiatsu na cadeira especial de massagem.

2002 – Em participação no Simpósio de Educação Física e Desportos do Sul do Brasil da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Arnaldo V. Carvalho ensina sobre técnicas orientais.

2003 – Prof. Arnaldo ministra a primeira Oficina de Shiatsu e Controle Mental para Adolescentes, e o primeiro curso “Casal Pleno” de Shiatsu para casais.

2004Primeira oficina de Shiatsu Emocional, em Salvador, Bahia. Ocorrem cursos ainda em Niterói e no Rio de Janeiro.

2005 – A oficina virou o Curso Básico de Shiatsu Emocional, e foi levado para Campina Grande. I Curso de Massagem para bebês, incluindo o Shiatsu como técnica. Grupo de estudos do Yahoogrupos! criado.

2006 – Curso Básico de Shiatsu Emocional em Caruarú e Florianópolis. Pela primeira vez, um SPA adota o sistema de Shiatsu Emocional adaptado à atividade (Costão do Santinho).

2007 – Curso básico chega a São Paulo, Vitória, Itacaré e Curitiba. O símbolo da Borboleta é incorporado ao Shiatsu Emocional. Lançado o livro Shiatsu Emocional. Shiatsu Emocional apresentado no Encontro da Nova Consciência, em Campina Grande. Shiatsu Emocional apresentado no Congresso Brasileiro de Psicoterapia Corporal, em Curitiba.

2008 – Curso básico chega a Cuiabá, Estados Unidos e Portugal. Criado curso intermediário, com primeira turma em Itacaré. Curso passa a incorporar além da apostila um CD com uma diversidade de conteúdos sobre Shiatsu. Palestra vivencial de Shiatsu Emocional no Hotel Ponto de Luz, em Joanópolis.

2009 – Curso básico chega a São José do Vale do Rio Preto e ao Japão. Ministrado seminário de Shiatsu e Emoções no Congreso Internacional de Shiatsu, Madri, Espanha. Curso incluindo o Shiatsu em Belém. Vai ao ar site do Shiatsu Emocional em versão WordPress.

2010 – Surge o programa de formação, dividido em Básico, Intermediário e Avançado. Primeira turma intermediária sob novo formato em Teresópolis.

2011 – Curso básico chega a Aiuruoca, Espanha, Itália e Grécia. Participamos diretamente da formação da Associação Brasileira de Shiatsu.

2012 – Curso básico chega a Santa Maria. Criado o grupo Shiatsu Emocional no Facebook.

2014 – O nome Shiem passa a ser adotado, assim como o símbolo da Casa para a escola. Criada a página da Escola de Shiatsu Shiem no Facebook. Trouxemos ao Rio pela primeira vez o curso de Reflexologia dos Pés pelo sistema japonês, do Prof. Valério Lima. Participamos equipe profissional de Shiatsu em evento corporativo, no Rio de Janeiro. Lançado o Manual do Aluno Shiem. Parceria de mútuo reconhecimento com escolas Kangendo (Goiânia) e Kenko (Porto Alegre) faz surgir a Aeshi. Trouxemos a  Niterói pela primeira vez a Constelação Familiar dos Cinco Elementos com Prof. Emerson Bastos (Inglatera).

2015 – Trouxemos ao Rio o curso de Alinhamento Estrutural do Prof. Emerson Bastos (Inglaterra). Lançamos nossa Camiseta! Palestra sobre Shiatsu e emoções em Porto Alegre

2016 – Adriana Benazzi, Hirã Salsa e Nathalia Tupinambá, praticantes avançados, recebem autorização para ministrar cursos pela Shiem. A Escola de Shiatsu Shiem se estrutura.

2017A formação é ampliada. Surgem os cursos Shiatsu Essencial, Formativo e Avançado, e os demais da formação são extintos. I Congresso Internacional de Shiatsu Online da Shiem. Participação da Shiem na High Stakes Experience, São Paulo, onde lançou o slogan “Shiatsu para Transformar”. Shiatsu apresentado no Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro – ISERJ. Lançado primeiro vídeo com dicas de pontos aos alunos. Apresentado trabalho de conclusão de relacionando a pedagogia usada no ensino de Shiatsu da Shiem com os princípios da pedagogia acadêmica. Juliano Antoniassi recebe autorização para ministrar cursos pela Shiem. Surge o entendimento de Shiem como comunidade intencional.

2018 – Realizado o I Curso de Formação de Professores de Shiatsu. A formação é novamente remodelada, o Formativo aglutina os conteúdos do Essencial e se estende para além desses. Isso permite o Avançado também ser remodelado e expandido. Primeiro Formativo em Palmas.

Conheça! Torne-se um praticante de Shiatsu e
Venha fazer parte da Família Shiem!

__

Parte dessa história está em fotos (exclusivamente para praticantes Shiem): 

https://br.groups.yahoo.com/neo/groups/shiatsuemocional/photos/albums (o grupo de estudos do Yahoogrupos! Anda parado mas ainda está disponível a todos os membros da Família Shiem!

Notícias

Congresso gratuito de Shiatsu Online começa campanha e já tem mais de cem inscritos logo no primeiro dia.

O I Congresso Internacional de Shiatsu, idealizado por Arnaldo V. Carvalho abriu suas inscrições neste final de semana e de cara já obteve mais de cem inscrições.

Organizado em eixos temáticos, o congresso conta com palestrantes reconhecidos, de norte a sul do Brasil, além de alguns professores de fora. Contempla tanto pessoas interessadas em saber mais sobre o Shiatsu e seu potencial transformador, quanto quem já pratica Shiatsu em nível profissional ou amador.

Os temas de interesse do praticante estão distribuídos de maneira equilibrada, pelos seguintes eixos temáticos:

  • Shiatsu e Sociedade (Família e Social)
  • Desenvolvimento Técnico e Estilos
  • Planejamento de Carreira
  • História, filosofia e pensamento oriental
  • Mente, emoções e Shiatsu
  • Tratamentos específicos, cases e Trajetórias Profissionais
  • Outras abordagens complementares

Para cada um desses eixos, há palestras especialmente reservadas. Professores destacados internacionalmente, como o brasileiro Valério Lima falará sobre o Kangendo Shiatsu, estilo desenvolvido no Brasil. Os espanhois Emílio Estivill e Fernando Cabo falarão sobre autoshiatsu emocional e shiatsu em hospitais, respectivamente. E o chileno italiano Douglas Gattini bem como Hirã Salsa, presidente da Associação Brasileira de Shiatsu, estarão falando sobre o Shiatsu na vida cotidiana, na sociedade. Professora Alice Keiko, Arnaldo V. Carvalho e Alex Santos estarão falando sobre emoções, energia e Shiatsu. Eixos temáticos em comum, mas trabalhos muito diferentes.

O congresso ainda reserva espaço para produção acadêmica, onde André Kimura mostrará um trabalho científico relacionado ao tratamento da fibromialgia com Shiatsu.

E para trabalhos com forte embasamento tradicional do oriente, como a palestra da prof. Suzete Coló.

Haverá ainda espaço para terapias que se complementam ao Shiatsu, como a Kinesiologia e a Mioterapia, para a apresentação de trabalhos inovadores como o Shiatsu Sensorial e o Shiatsu Dança, entre outros temas.

“De fato, nos esmeramos para encontrar um bom nível técnico e equilíbrio entre diferentes áreas de interesse de quem pratica Shiatsu ou está interessado em conhece-lo”, diz Arnaldo V. Carvalho.

É uma iniciativa inédita do Brasil, realizada pela Shiem associada à Sharpspring.

Por sete dias, serão ao todo 21 palestras, três palestrantes por dia, com apresentações que podem ser assistidas de forma gratuita por qualquer dispositivo com acesso a Internet (computador, celular, tablet, TV).

Aqueles que desejarem poderão adquirir o pacote de palestras para assistir a qualquer tempo, que virá com material bônus.

Para conhecer os palestrantes, os temas e se inscrever, basta entrar no site do congresso: http://www.congressodeshiatsu.com.br/

 

Notícias

Stand Shiatsu Emocional na High Stakes Experience

2500 pessoas buscando uma experiência transformadora e lá estará o Shiatsu.

Nosso Stand no evento High Stakes Experience está pronto, para receber a todos, amanhã 14 de julho de 2017, a partir das 8H da manhã.

Sejam todos bem vindos!

Sem categoria

O Shiatsu e a cultura espiritual japonesa – Parte 6

https://i0.wp.com/ventureburn.sndytsvoxozgokstuvcm.netdna-cdn.com/wp-content/uploads/2015/08/Trust-tiger.jpg

O Shiatsu e a cultura espiritual japonesa – Parte 6

Por Arnaldo V. Carvalho*

A Entrega

– É verdade que um dia o sol esfriará, e tudo o que vive na terra desaparecerá? – pergunta o discípulo ao mestre.

.- É verdade -, responde o mestre. Pensativo, após algum tempo, o discípulo indaga:

– Isso significa que só devemos viver as circunstâncias?

– Sim, só devemos viver as circunstâncias.

(Koan Zen Budista)

No Taoísmo, diz-se que não é preciso fazer nada. Ao mesmo tempo, a ação correta leva a harmonia. O aparente paradoxo desconcerta a mente despreparada: afinal, faz-se ou não faz-se? Este problema é bem incorporado pelo budismo zen, e costuma tomar cena em koans(1) antigos no Japão.

Ainda assim, os debates seculares entre grande mestres em seus tempos demonstra que nem mesmo os iluminados conseguem traduzir em lições genéricas (que cabem para todos) o ponto entre uma coisa e outra, ou o ponto onde ambos são uma coisa só. Para uma sociedade marcada por rigidez e controle, como a japonesa, incorporar o valor taoísta de viver as circunstâncias pode ser um desafio inspirador.

E a nossa? E nossas vidas, nossos corpos? O quanto de controle e rigidez há em nossa cultura, em nossas pessoas? A humanidade aflige-se com a entrega. Aflige-se com a dúvida. Mas querer certezas ilusórias não aplaca as verdadeiras aflições. Para vencer o controle, é preciso desestabilizar a mente e seus confortos com perguntas enigmas, problemas. (Os movimentos do Shiatsu são assim, uma sucessão indefinida de instabilidades, na direção de uma harmonia maior). Assim, nos perguntamos:

Como pode haver Shiatsu na perturbação da mente que não vive as circunstâncias? E como pode havê-lo sem ação?

Viver as circunstâncias envolve entrega. Será a entrega a própria essência da não-ação? E como entregar-se sem confiar?

A confiança gera a entrega, e a entrega gera o não-pensar, e o não pensar gera a entrega, e a confiança canaliza o Ki formado no movimento. Tudo flui para além da mente que representa. A representação é uma ilusão. O processo pode ser, por sua vez, retraduzido como a presença plena no aqui-agora. E no aqui-agora, recupera-se, no Shiatsu, a intuição, a sabedoria interior e o acessa a sabedoria cósmica. Absolve-se assim, o campo do pensar e do verbo, agora engrandecido pela integração com a Essência.

Os não-praticantes de Shiatsu pensam que a pessoa que está deitada a receber as pressões das mãos do outro precisa estar entregue. É verdade. Mas se a entrega daquele que se movimenta ao redor deste não se faz presente, o Shiatsu é impossível. Um entrega-se ao outro, e os movimentos surgem da entrega mútua. Como em uma dança, os praticantes entregam-se, no Um do ato terapêutico, ao próprio Shiatsu.

Não é fácil. Confiar no outro. Deixar-se conduzir pela sabedoria natural que há em si e na relação saudável. O Shiatsu é um exercício de permissão e confiança.

Quando ele finalmente acontece, retornamos ao O-furô(2) primal. A confiança é um útero úmido, morno e levemente salgado, que nos envolve e nos acalanta.

***

  1. Koan 公案 (kōan) é um pequeno conto zen budismo, criado pelos mestres como uma espécie de enigma reflexivo. Na resolução de um koan, pode-se ascender em espírito, e alcançar a “Suprema Compreensão” (outra forma de nominarmos o Satori).

  2. O prefixo “O” na palavra ofuro foi intencionalmente destacado. Em japonês, uma palavra ordinária acrescida de “O” recebe uma atribuição extraordinária. Assim, “furô” (banho, banheira) deixa de ser um local para lavar o corpo, simplesmente e passa a “ofurô”, adquirindo um significado de limpeza interna, da alma, momento de renovação do espírito.

* Arnaldo V. Carvalho pratica Shiatsu desde 1993 e o ensina desde 1999. Dedica-se há mais de uma décadas a compreender as origens desta prática para além dos livros. É membro fundador da Associação Brasileira de Shiatsu – ABRASHI, autor do livro Shiatsu Emocional e de dezenas de artigos sobre o tema.

Leia o ensaio completo:

  • Parte 1: Introdução: Cultura espiritual japonesa e Shiatsu
  • Parte 2: Limpeza Energética
  • Parte 3: Corpo, jardim japonês
  • Parte 4: Toque-Meditação
  • Parte 5: Entre mestres, dinossauros e o vovô
  • Parte 6: Deixar-se conduzir
  • Parte 7: A vida é um relâmpago
  • Parte 8: Conclusão: Há um fazer essencial a ser resgatado

 

Leia também:

https://japaocaminhosessenciais.wordpress.com/2014/11/06/a-espiritualidade-japonesa-e-seus-tesouros/

Artigos e afins

Shiatsu e Sincronicidades

Shiatsu e sincronicidades

Meu encontro na espiritualidade do Shiatsu com o mestre Saul Goodman

Por Arnaldo V. Carvalho*

Caros leitores amigos, “sem querer” descobri uma sincronicidade tão peculiar que mereceu ser compartilhada com vocês.

No dia 18 de fevereiro minha série de artigos sobre Shiatsu e Espiritualidade começou a ser publicada aqui no site da Escola de Shiatsu.

Dias atrás, pesquisando por uma imagem para uma aula, fui parar no site do Prof. Saul Goodman, conhecido por seu livro “The Book of Shiatsu“. Goodman é um generoso professor, e disponibiliza uma série de artigos, vídeos e dicas no site de sua escola Shin Tai, da Pensilvânia.

Para minha surpresa, a página por onde entrei era do artigo The Spiritual Origin of Shiatsu. O texto dialoga completamente com o meu, e foi publicado… No dia 18 de fevereiro, como o meu!

O artigo de Goodman propõe uma novíssima interpretação para a palavra Shiatsu, sensacional, e alinhada com o que buscamos aqui na Shiem.

Em tradução livre, deixo aqui para vocês o trecho referente, chamado “O Espírito das Palavras”. Através desse fragmento, convido a todos a lerem o artigo original (link seguiu acima), e conhecerem o trabalho de Saul Goodman:

O Espírito das Palavras

O estudo do Kotodama – o espírito do som, palavras e linguagem – ensina que toda a manifestação primeiro existe em vibração. Vibração tranforma-se em som, e então manifesta-se nas várias dimensões físicas e energéticas. Vamos pegar a palavra shiatsu como exemplo. No nível mais denso, ela quer dizer pressão com os dedos ou com o polegar.

Shi significa polegar. Tsu significa pressão.

Nós também podemos olhar outras maneiras com que a vibração (ou espírito) dessas sílabas inspira nossa experiência humana.

shiatsu
Shiatsu

 

Shi também transforma-se em fogo, plasma, astral, coração, consciência, e polegar: No desenvolvimento do ser humano, o polegar apareceu e fez da mão nossa ferramenta mais básica. Simultaneamente, a medida em que o polegar se desenvolvia, o ser humano despontava. Esta consciência ativada pela alta frequência de energia movendo-se através de uma espinha ereta. O homem é também sentiente, ou um ser emocional (astral). O órgão do coração é uma condensação do fogo no corpo, e o plasma é a substância básica da celula (protoplasm) e a qualidade do corpo energético (bio-plasm). Todas essas formas e conexões provêm da vibração do shi, baixando do Infinito aos diferentes planos de realidade.

Tsu significa pressão e também pode indicar “o ciclo da energia eletromagnética: a expressão primitiva da força da vida. Também cria os canais de energia chamados meridianos. Os meridianos mostram-se regendo a Terra, toda a natureza, e também o corpo humano. Diferentes graus de pressão contem força vital ou Ki, e oferece a ela a possibilidade de tornar-se uma multitude de formas orgânicas e inorgânicas.  inorganic and organic forms.

Conectam-se os dois sons com “a” ou “ah”, que emana a vibração da origem ou gênesis.

SHI – A – TSU: Shi e tsu conectados por “a” demonstra as condições singulares com que a vibração se desdobra e cria o humano enquanto ser físico, emocional e espiritual. Outro bom exemplo da palavra espírito é o termo japonês para o tempo (clima) – tenki – que também inclui o com “ki”. Atualmente, a maior parte das pessoas usando esta palavra somente reconhecer o significado superficial do som. Tenki significa o Ki (energia) do Céu. (…)

Goodman, Saul. In: The Spiritual Origin of Shiatsu.

 

Muito bom, não?

Conto um pouco mais sobre a sincronicidade deste encontro na busca por um “Shiatsu com Alma”, em carta endereçada ao próprio Prof. Goodman. Ela está entre os comentários do citado artigo.

Espero que apreciem. Essa semana publicaremos mais um artigo de nossa série.

Aguardamos comentários.

Abraços,

Arnaldo V. Carvalho

Escola de Shiatsu SHIEM

 

Agenda: Cursos Eventos etc.

Curso Formativo de Shiatsu/Shiatsu Emocional traz um aprendizado de qualidade para leigos e profissionais (Edição Maio, em Niterói, RJ)

formativoshiem_hiranit

Curso: Shiatsu – Formativo

Um dos melhores cursos de Shiatsu do Brasil, agora com nova edição em Niterói.

6, 7, 20 e 21 de maio de 2017

Niterói, RJ

Completo em conteúdo, e com a vantagem de abordar os aspectos emocionais da terapia com muito mais profundidade. A porta de entrada para um sistema de ensino que apoia a prática do Shiatsu de forma permanente!

O curso relaciona os preceitos de saúde da Medicina Tradicional Chinesa utilizados pelo Shiatsu às teorias da psicologia moderna, e introduz o aluno ao pensamento oriental como ferramenta para o estudo do ser humano, sua psique e seu equilíbrio interior.

O curso oferece:

  • Apostila completa com anexos em prática de atendimento específico, aromaterapia e extensa bibliografia;
  • Duas reciclagens em outras edições do curso em até um ano;
  • Ingresso na Comunidade Shiem com acesso a grupos virtual e presencial de intercâmbio e estudo continuado;
  • Candidatar-se à admissão no curso de Shiatsu/Shiatsu Emocional Avançado;
  • Certificado de participação, manual do aluno, camiseta do curso e lanches.
  • INSCRIÇÕES: https://goo.gl/forms/1WawE66Y31v2TlNg1

Pré-requisitos e Público Alvo

  • É recomendado a todos os profissionais que atuam com MTC, Shiatsu, psicólogos, bem como os demais profissionais de saúde que desejam enxergar além do horizonte físico atuar no campo emocional; aos psicólogos que desejam fazer uso de uma abordagem corporal, e aos terapeutas corporais que desejam passar a ter o corpo não como fim, mas como meio para equilibrar o ser.
  • A quem busca ampliar seus conhecimentos e, consequentemente, sua qualidade de vida.
  • Aqueles que desejem apenas o uso familiar do Shiatsu sentirão segurança na aplicação do dia a dia. Os que pretendem adotar o Shiatsu como método profissional, tenha qualificação prévia ou não têm possibilidade de seguir pelo programa completo de formação, que consiste de módulos avançados, participação em grupo de estudos, treinamento individual e de grupo, entre outras ações.

Objetivos

Trazer ao terapeuta que trabalha com medicina chinesa ou terapias mentais (psicoterapia, psicologia, etc) aprofundamento no estudo das relações entre meridianos e emoções. Fazer compreender a importância da linguagem corporal, e da presença integral do terapeuta para a abordagem emocional. Oferecer condições aos alunos de investigar e abrir seus conceitos internalizados. Experienciar no corpo os efeitos do Shiatsu, como praticante e receptor.

Conteúdo programático (Carga horária 32H):

  • Introdução ao saber Oriental
  • Origem, evolução e modalidades do Shiatsu;
  • As matrizes técnicas do Shiatsu;
  • Introdução à Medicina Oriental – Raízes, o Tao, as influências culturais;
  • Os 12 Meridianos principais e suas funções emocionais;
  • O estilo Shiatsu Emocional;
  • Introdução à percepção do Hara;
  • Corpo sensorial e Shiatsu: otimizando teoria e prática;
  • Tratamento dos principais desequilíbrios emocionais através do shiatsu;
  • Exercícios práticos e Prática Básica, com orientação ergonômica e postural.
  • Sinergia do Shiatsu com o uso de óleos essenciais;

– Com o programa formativo, é possível fazer uma sessão segura e com muitos benefícios aos praticantes.

Características gerais do Curso

– Aberto a todos: leigos e profissionais de saúde, com ou sem experiência em terapias manuais, orientais etc. (profissionais poderão obter descontos e seguir se aprofundando em cursos avançados)!

– Os iniciantes conseguirão acompanhar bem, e sair do curso fazendo uma sessão segura, completa e eficaz de Shiatsu;

– Profissionais de Shiatsu, MTC, de terapias manuais e outros profissionais de saúde se surpreenderão sobre o quanto esse curso tem a contribuir;

– O Curso abre as portas para os treinamentos avançados e maestria em Shiatsu e Shiatsu Emocional;

– Os alunos ganham acesso a comunidade SHIEM e suas redes de estudos e intercâmbio via Internet;

– Carga horária total: 32 horas + estudo complementar a distância (opcional);

– O participante terá direito a Certificado.

– Está incluído o KIT ALUNO: Apostila completa + HD VIRTUAL riquíssimo em informações complementares, como livros virtuais, artigos, imagens, músicas., etc.

O Shiatsu Emocional, conteúdo exclusivo de nosso curso:

  • Desenvolve hábitos saudáveis e exalta a vida;
  • Ferramenta de Autoconhecimento;
  • Trata o ser de forma integral e extensiva;
  • Alimenta a qualidade dos vínculos afetivos!

INFORMAÇÕES:

Dias 6, 7, 20 e 21 de maio, de 9 às 18H.

Local: Grupo Pela Vidda, Rua Guilherme Briggs, 9 – São Domingos, Niterói – RJ

E-mail: escoladeshiatsu@outlook.com

Telefone/Whatsapp: (21) 99830-5858 (Prof. Hirã – Cursos em Niterói)

Página do curso no Facebook: https://www.facebook.com/events/372429813138636/

Artigos e afins

O Fazer Terapeutico

https://oleikultura.files.wordpress.com/2014/04/w_rubik-cube-head.jpg?w=1086

O Fazer Terapeutico

Por Carlos Garcia

Tradução de Hirã Salsa*

Qual o papel do terapeuta? Até onde vai a terapia? Qual o seu limite? Quando deixa de ser terapia e passa a ser código moral?

Essas questões permeiam nossa atividade no Shiatsu, é são preocupações constantes. O equilibrio ético de nossos limites contra nossas limitações pessoais, nossos delirios egóicos de grandeza e suma sabedoria, podem nos tomar de assalto e nos distanciar da missão de apoiar o movimento de integração de nossos clientes.

Para contribuir com essa discussão, deixo aqui tradução livre de minha autoria de trecho do livro Biodanza: El Arte de Danzar la Vida, de Carlos Garcia (pgs 53 à 55).

“Existe algo em comum a todas as abordagens terapêuticas do Séc. XX, apesar das diferenças e divergencias. Algo as unifica: O afã remediador.

A necessidade de dar remédio¹, de colocar ordem onde se havia perdido, é um dos muitos pontos em comum, em diferentes terapias. Claro que, nada há de mais nobre e humano que a soliedariedade compassiva com a dor do semelhante e sua intenção de remedia-lo. O que nos faz humanos, além da codição de animal homem, é a reciprocidade de nos reconhecermos mutuamente. “Sofro porque sofres”, “me alivio porque te alivias”, “gozo porque gozas”.

O que não está de todo claro nestes tempos em que a saúde é mais uma mercadoria que um ato de soliedariedade, são os limites da pretensão remediadora, ou dito de outro modo: qual é o limite e o contexto do terapêutico? Tal pergunta torna-se imprescindível em momentos de extrema proliferação de receitas salvadoras e remedios milagrosos. Porque se concordamos com o exposto anteriormente (que o afã curador pretende colocar ordem onde foi perdida), devemos previamente definir que tipo de ordem é esta, como se perdeu e como restitui-lo.

Considero que os limites e o contexto do ato terapêutico são dados pelo livre fluxo dos instintos e o desejo e as ações que surgem destes, em todas as suas manifestações. Fluxo livre que se faz evidente na expressão do ímpeto vital e a harmonia orgânica.

Os bloqueios deste livre fluir dos instintos e o desejo, os sintomas que evidenciam estes bloqueios, mostram o campo de ação da terapia. Este é o único tratável, o único curável: abrir as amarras para o desenvolvimento do potencial humano, desarmar as estruturas repressivas e culpabilizantes, acabar com as sombras envergonhadas de uma cultura manipuladora da conciência do homem, que se sustenta sempre sobre grossos e sólidos pilares… O pecado e a culpa.

Fora disto, além deste contexto o ato terapêutico perde seu lugar. A vida não é o lugar do ato terapêutico; simplesmente porque a vida é: incurável. O lugar da cura está demarcado pelo transtorno ou pelo bloqueio que impede de viver, mas de nenhum modo uma terapêutica pode ser uma arte de saber-viver, porque haverá transformado o curativo em normativo e a terapia terá caído na moral. Daqui à inquisição há um só passo.”

***

¹Considerare aqui mais o sentido de remediar e menos o de medicação. NT.

** Hirã Salsa é terapeuta corporal, professor de Shiatsu na SHIEM Escola de Shiatsu, praticante assíduo da Biodanza.