Agenda: Cursos Eventos etc., Notícias

Trabalho de conclusão de curso disserta sobre o método de ensino no Shiatsu e suas possibilidades para a Pedagogia Escolar

A III Jornada de Iniciação Científica do ISERJ, que ocorrerá nos dias 26 e e 27 de outubro, na sede da instituição (Rua Mariz e Barros, 273, Praça da Bandeira, Rio de Janeiro, RJ), onde nosso coordenador Prof. Arnaldo V. Carvalho apresentará seu pré-projeto de TCC, com título provisório:

ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS APLICADAS NO ENSINO DE SHIATSU

Não se tem notícias de trabalho anterior explorando o assunto. O ensino do Shiatsu no Brasil e no mundo é pouco questionado, pouco debatido, em função da terapia ser originada em um contexto extremamente prático.

Segue aqui, em primeira mão, o resumo do trabalho:

RESUMO

Este trabalho apresenta resultados de pesquisa desenvolvida, no âmbito da escrita do trabalho de conclusão de curso (TCC), a partir das discussões sobre estratégias pedagógicas no ensino de Shiatsu, suscitadas, em grande parte, por leituras e reflexões realizadas no exercício do trabalho pessoal com Shiatsu e no curso de Pedagogia. Trata-se de uma abordagem temática, por meio da qual o autor discorre sobre o que é Shiatsu, sua historicidade e os modelos pedagógicos de ensino e prática. Por fim, contrasta os métodos desenvolvidos com as teorias e práticas escolares. Fundamenta-se em autores como JARMEY (1991); SOHAKU (1999); LIBÂNEO (2011); OHASHI (1982); CARVALHO (1999, 2001, 2007, 2012, 2017); VAUGHAN (2011); TOMAZI (1997); e PACHECO (2012). O argumento que o autor desenvolve é o da necessidade de desconstrução do modelo padrão de ensino de um conteúdo que ainda persiste.

A programação completa da Jornada Científica do ISERJ pode ser encontrada aqui:

Em paralelo a Jornada Científica, ocorrerá um evento de projetos de extensão, onde a Shiem Shiatsu estará oferecendo mini-oficina de Shiatsu e atendimentos gratuitos de experimentação e demonstração. Saiba mais aqui e também aqui.

 

Anúncios
Artigos e afins

Shiatsu e o Mal estar da civilização ocidental

O SHIATSU CONTRA O MAL-ESTAR NA CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL

O homem ocidental está acostumado com o par saúde / doença. A medicina ocidental clássica encara a doença como uma lesão em parte do organismo humano. Por essa razão, o homem ocidental não é tratado como um todo, mas parcialmente.

O pai da psicanálise, S. Freud, após a descoberta do inconsciente, apontou para um mal-estar que atingiria o homem em nossa civilização. O que seria esse mal-estar, que desequilibraria o indivíduo como um todo, mexeria com suas emoções, seu psiquismo e atingiria, também, o seu corpo?

Foi o terapeuta W. Reich quem aprimorou o estudo do mal-estar humano com a descoberta da energia cósmica e de sua importância no funcionamento vital humano. Para Reich, mente e corpo estariam em constante interação e a ponte entre esses dois pólos seria a energia chamada por ele de orgone. O bloqueio dessa energia no corpo humano produziria uma estagnação energética que daria origem aos diversos tipos de neurose e doenças.

Há mais de 3000 anos, o orientais já falavam da energia cósmica, por eles chamada de energia KI ou CHI.

Para os orientais não haveria a polaridade ocidental saúde / doença. A medicina oriental acredita que o homem sofreria, na verdade, de desequilíbrios energéticos que podem gerar disfunções nos órgãos e vísceras se não forem tratados, correndo o risco de provocar futuramente lesões nesses mesmos órgãos ou vísceras.

O adoecer, portanto, seria um processo. O estresse seria um dos principais fatores atuais causadores desse mal-estar ocidental e dos desequilíbrios energéticos. O tratamento do Shiatsu, que segue os princípios teóricos da acupuntura, atua exatamente na circulação energética do corpo humano, visando desbloquear os desequilíbrios ocorridos nos canais de energia chamados de meridianos. A diferença fundamental entre o Shiatsu e a acupuntura reside no fato de o Shiatsu ser um tratamento mais preventivo, enquanto a acupuntura tem um alcance mais profundo quando a doença já está instalada no organismo. No tratamento do Shiatsu, todos os meridianos são trabalhados através de pressão (estimulação ou sedação) dos pontos de energia com o polegar e os três últimos dedos da mão. A técnica de estimulação é utilizada quando a energia está enfraquecida. A sedação é usada quando há excesso de energia no organismo e por isso é preciso dispersar uma parte dessa energia. Para o organismo permanecer saudável, é necessário que a energia flua harmonicamente pelo corpo, ou seja, sem excesso ou sem deficiência. Os dois pólos da energia, o YIN e o YANG, que seriam o pólo negativo e o pólo positivo, precisam trabalhar juntos para manter o equilíbrio do indivíduo. O Shiatsu atua exatamente na origem dos desequilíbrios, interrompendo o processo de adoecimento do indivíduo, harmonizando as polaridades energéticas, desse modo equilibrando mente e corpo.

Angela Guimarães Castello Branco

FONTE: http://www.vivernatural.com.br/terapias/shiatcontr_o_mal.htm

NOTA: A AUTORA DO LIVRO FOI CONTATADA EM SEU E-MAIL, MAS PARECE QUE O ENDEREÇO ESTÁ DESATUALIZADO. O SITE VIVER NATURAL AUTORIZOU A REPRODUÇÃO DO ARTIGO AQUI NO BLOG DO SHIATSU EMOCIONAL.