Agenda: Cursos Eventos etc., Nossos cursos, Notícias

Curso Shiatsu e Shiatsu Emocional com Arnaldo V. Carvalho no Butantã (São Paulo, SP)

 

Inscrições abertas para o curso de Shiatsu e Shiatsu Emocional com Arnaldo V. Carvalho

Com turma reduzida, grandes professores e espaço renovado, curso Shiem aposta em qualidade e profundidade

O autor do livro Shiatsu Emocional, Arnaldo V. Carvalho, ministra curso pela escola Shiem, em três finais de semana, na Casa Ari, no Butantã (São Paulo capital).

O Curso de Shiatsu e Shiatsu Emocional contém três elementos teóricos e práticos que valem como o início ou a consolidação de um caminho transformador na vida individual.

O primeiro é o psicossomático: a compreensão de como as emoções e o corpo são reflexo um do outro, como é o funcionamento pleno desse sistema, e como os desequilíbrios de ordem física ou emocional se desenvolvem – e podem ser evitados ou superados.

O segundo elemento é o contato com o mundo e as pessoas.

Nas palavras de Arnaldo, o “Shiatsu é um modo de se autoconhecer que não perde nunca contato com a noção do outro, do fazer junto e equilibrar-se junto”. Isso o diferencia, em essência, de outras terapias filosóficas, que acabam sendo utilizadas pela sociedade individualista para afirmar: “vou por mim, consigo só por mim”, o que em distorção acaba valendo como: “não preciso do outro”.

E o terceiro é o do foco/entrega. O corpo se movimenta em diálogo entre os impulssos essenciais e seus esquemas socialmente construídos, que atualmente se observam rígidos e autoritários. Isso significa um corpo encurtado, sem espontaneidade, e portanto desarmônico e dolorido. Os movimentos do Shiatsu reassumem esse diálogo, através de um processo de foco e entrega. Esse elemento torna-e, então, ponto de partida para uma movimentação fluida, leve, que se dissemina para fora do encontros de Shiatsu (sessões) e são incorporados no dia a dia.

Todos esses elementos são vivenciados e refletidos ao longo do curso, em suas teorias e em suas práticas.

“Não dá para trabalharmos juntos de forma impessoal. Por isso não temos mais de 10 alunos por turma”. Explica Arnaldo V. Carvalho, a respeito da limitação do número de vagas; “É uma imersão profunda é importante estarmos atentos aos detalhes, à demanda individual de cada aluno, à necessária dedicação ao grupo e as percepções e transformações”.

O curso conta ainda com a participação e apoio da médica ginecologista e homeopata Adriana Benazzi, coordenadora Shiem em São Paulo, e da Professora Izis Nayara, praticante Shiem Avançada e que recentemente concluiu a formação de professores de Shiatsu Shiem.

Venha com a gente, conhecer e aprender Shiatsu, para você e para o mundo! Em três finais de semana, um por mês:

– 28 e 29 de setembro; 26 e 27 outubro e 23 e 24 novembro

Na Casa da Ari: Rua Dr Rui Batista Pereira, 352, Butantã
– O pagamento pode ser feito em 10xR$219,50.

Link para inscrições: https://www.eventbrite.com.br/e/curso-shiem-formacao-em-shiatsu-e-shiatsu-emocional-registration-66227619593

propaganda_shiem2019

No programa do curso estão incluídos:

– Filosofia oriental e o Shiatsu como Dô (Caminho de desenvolvimento interior); Teoria de base: Conceito e natureza do Ki (energia vital); A circulação de energia; O toque Shiatsu; Os doze meridianos e sua abordagem emocional e arquetípica; Shiatsu e postura; Prática completa de Shiatsu.

Carga horária: 60H.

O curso oferece:
. Apostila completa;
. Kit aluno com camiseta e uma série de materiais didáticos exclusivos (incluindo mapas, gráficos, textos, etc.);
. Certificado;
. Ingresso na comunidade Shiem com acesso a grupos virtual e presencial de estudo continuado (grátis por um ano);
. Candidatar-se ao curso de Shiatsu e Shiatsu Emocional Avançado.

Mais detalhes sobre o curso, clique aqui: https://shiatsuemocional.wordpress.com/2014/12/31/como-e-a-formacao-em-shiatsu-escola-de-shiatsu-shiem/)

Sobre o Professor Arnaldo V. Carvalho:

Arnaldo é pedagogo e terapeuta. Mais de vinte anos de Shiatsu. Passou por variadas formações, ministrou cursos em diversos países e de norte a sul do país. Em 2007 publicou o livro Shiatsu Emocional, em 2011 ajudou a fundar a Associação Brasileira de Shiatsu e em 2015 treinou os primeiros professores da Shiem Escola de Shiatsu, que seguem ministrando cursos pelo Brasil. Em 2019, dissertou sobre o tema do ensino de Shiatsu em seu trabalho acadêmico: “Shiatsu e Escola Básica: Diálogos Pedagógicos”.

A Shiem
Além de escola, a Shiem se esforça para germinar a ideia de comunidade de praticantes, onde todos os seus alunos de todas as épocas podem se encontrar e compartilhar mutuamente conhecimentos, práticas e experiências.

Fale direto com os professores!
(11) 98371-8470 (Whatsapp) (Adriana Benazzi)
(21) 99246-5999 (Whatsapp) (Prof. Arnaldo V. Carvalho)

Ou para dúvidas gerais
escoladeshiatsu@outlook.com

propaganda_shiem2019

 

Anúncios
Agenda: Cursos Eventos etc., Notícias

Curso de Shiatsu e Shiatsu Emocional em Niterói, RJ (outubro 2016)

Poderoso curso, completo por si mesmo, mas quefaz parte de uma estrutura formativa muito maior. Aprenda ou aprofunde-se com a única Escola de Shiatsu do Brasil dedicada exclusivamente à essa terapia!
shiem_nitout2016

Artigos e afins

Há onze anos, o Shiatsu Emocional e sua história estreavam em Salvador

Memórias do começo de tudo

Como surgiu o Shiatsu Emocional

Por Arnaldo V. Carvalho*

O assunto era Aromaterapia. A lista, criada pelo Aromaterapeuta virtuosi Fabián Lazló naquele momento era moderada por mim e por Alê Kali, braço de Fabián em Salvador, Bahia. Alê é terapeuta e artista, daquelas que demonstra com  acertividade que arte e cura talvez sejam indivisíveis. E uma de suas marcas é estar na vanguarda.

Eu era o velho sem forma que verborragiava informação diferenciada na lista, e isso a atraiu de alguma forma. As interrelações traçadas entre óleos essenciais e terapias orientais, entremeadas com cases de consultório e experiências que conduzia e divulgava na lista oxigenavam discussões e produziam mais saberes. Tantos nomes ativos dessa lista colaboravam e faziam parecer que finalmente a Aromaterapia amadureceria e se difundiria com uma cara profissional, embasada. Lá estavam o próprio Fabián, eu, Alê, Daniela Sim, Carmen e Ary Bon, Aghata, Mari Gemma, Suzy Belai, entre outros. Mas isso é história.

Criteriosa, Alê observou meu trabalho por algum tempo, até que decidiu que eu poderia colaborar com qualidade em seu espaço terapeutico. Mas ela queria mais, queria o tom das discussões que tínhamos no grupo, queria que o Shiatsu não só falasse de energia, queria que falasse das emoções. Mais: queria que fosse um Shiatsu das emoções.

– Queria que viesse dar um curso de Shiatsu, mas um Shiatsu Emocional!

Fiz de seu entusiasmo o meu. Reavaliei o curso de Shiatsu que já ministrava, sob bases bem tradicionais e um ou outro tempero de uma certa semente que lá habitava.

A Xamã Chamas e Cheiros misto de loja e espaço terapêutico comandada por Alê, era o grande nome baiano no que dizia respeito a óleos essenciais, plantas medicinais e também, terapias de vanguarda. Recebeu o curso em abril de 2004, e dessa turma me recordo com carinho dos vários alunos. Assim como todo baiano, o Shiatsu Emocional não nascia, estreava.

Foi preciso um tempo para que as inspirações ali surgidas ganhassem um corpo teórico sólido o bastante para ir na direção que hoje estamos. Naquele tempo, a proposta era apenas ensinar Shiatsu valorizando a visão emocional clássica dos meridianos, com um ou outro insight diferenciado. Uma primeira revolução estaria por vir, e dessa vez seria na Argentina.

Mercedes, Eiji

Havíamos nos conhecido no primeiro curso de Ohashiatsu no Rio de Janeiro, ministrado por meu querido mestre Marco Duarte. Mercedes foi uma colega preciosa na pequena turma: ela tinha o silencio de quem verdadeiramente ouve, o bom humor de quem não confunde seriedade com sisudez, e o brilho nos olhos de quem apaixona-se por tudo o que decide fazer. Já era uma pessoa experiente no Shiatsu, e havia passado por duas escolas com forte base Masunaga, o que fez o Ohashiatsu soar como um passo natural para ela. Tornamo-nos grande amigos e esse amor permanece, com a adição de uma gratidão imensa por tudo o que me fez crescer, em diversos momentos da vida. Se não fosse por ela, talvez o Shiatsu Emocional não tivesse tido fôlego para alcançar a vida própria que está alcançando.

Em viagem para Buenos Aires, pedi para aplicar Shiatsu em Mercedes. Fora do curso, seria a minha primeira oportunidade de “mostrar o que sabia”. Minha ideia era ser avaliado. Fiz o meu melhor, mas ao final, ela pareceu desapontada. Não deixou de elogiar a minha técnica e meus recursos, mas disse-me que não parecia legítimo. A vantagem é que também aprendo com a crítica. Aquilo doeu. Fiquei buscando que eu verdadeiro era esse em mim, e se ele não aparecia, que tipo de terapeuta de Shiatsu eu era. Certamente não era quem eu imaginava ser, quem eu gostava de achar que era.

Os dias passaram, e eu pude aprender muito com tudo o que vi e vivi na Argentina. Mas antes de passar a outros episódios marcantes, preciso ligar o que aconteceu com o que viria a ocorrer ao final da viagem, um episódio incidental me trouxe a resposta da Vida às minhas indagações. Mercedes machucou-se e chegou da rua com muita dor. Pedi para lhe fazer alguma forma de massagem. Não sei o que fiz. Não foi o Shiatsu como eu havia aprendido em diferentes escolas. Eu não buscava aprovação. Não buscava nada, apenas agia por instinto.

Ao terminar ela abriu os olhos e disse: “esse é o seu Shiatsu”.

Naquele momento, descobri que Amor é Instinto, e se nós o bloqueamos ao Outro, não podemos ser nós mesmos. E se isso não é possível, não podemos fazer Shiatsu, ser o Shiatsu.

O instinto me afastava de vaidade pessoal, preocupações técnicas, e me aproximava de quem eu era na essência. Faz parte de minha jornada como professor ajudar o aluno a descobrir seu próprio Shiatsu. Ele fará isso quando descobrir o Amor em si, e como permitir que flua.

Mas esse foi um dos pontos de aprendizagem que iriam fazer o Shiatsu Emocional adquirir outro tom a partir dessa viagem.

Mercedes me apresentou seu antigo professor, o mestre japonês Eiji. Foi uma oportunidade rara, o privilégio de conhecer um mestre japonês em sua espontaneidade, a sós, fora de sala de aula. Generoso, ele me recebeu a pedido dela. Ele me conduziu por seu centro de cursos e terapias,  até uma sala vazia e harmoniosa, ao estilo oriental.

Conversamos sobre a arte de ensinar Shiatsu. Em certo momento, ele abaixou sua cabeça, e após breve silêncio, me disse, entre pausas diversas, de quem ao mesmo tempo que verbalizava, buscava refletir sobre o que dizia:

– Há algo que nunca consegui ensinar… Por algum motivo estranho, quando eu toco… Eu sei o que a pessoa tem. Eu simplesmente sei. E não consigo ensinar isso -, lamentou.

Essa foi a parte da conversa que nortearia meu desafio de crescer como professor nos anos que se seguiram. Eu também sentia que podia perceber sobre as pessoas ao toca-las, muito além das teorias já escritas. E sabia que, se pudesse .transmitir essa habilidade aos meus alunos, estaria oferecendo um recurso extraordinário.

Já havia iniciado uma escrita que se se converteria no livro Shiatsu Emocional, publicado em 2007. Os esboços foram comigo. Tudo muito em sintonia com o que havia conseguido desenvolver do início de minha formação até o curso Shiatsu Emocional.

Na véspera de minha ida havia ocorrido a sessão de emergência em Mercedes. Na manhã seguinte, eu sentei e escrevi. Escrevi as principais ideias que dariam forma ao livro. E é por isso que nos agradecimentos se lê: “À Mercedes Avellaneda, onde tudo começou”.

Daniel Luz e a picaretagem

Uma passagem rápida e inesquecível deu-se através de uma confusão ocorrida na extinta rede social “Orkut”. Não éramos conhecidos. Uma pessoa perguntou na comunidade “Shiatsu Brasil”, idealizada e administrada pelo excelente profissional e pessoa Daniel Luz: “alguém aí sabe o que é Shiatsu emocional”?

Daniel não teve dúvidas: “Me soa picaretagem”.

Uma pessoa ligada a mim leu e me contou, eu fui lá, li a discussão, me indignei, me coloquei no lugar de todos, me des-indignei, e refleti sobre o que era o Shiatsu Emocional. Sabia que não era picaretagem, pelo contrário! Ao mesmo tempo eu mesmo não enxergava Shiatsu Emocional como um estilo de Shiatsu ou algo assim. Era apenas um curso que inspirara um livro.

Conversei por e-mail com Daniel, me apresentei, esclareci como eu pensava. Ele me leu, mas até hoje tenho dúvidas se ele mudou de ideia (risos). Fato: foi caldo para que eu começasse a me perguntar: “o que origina um estilo de Shiatsu”? O que faz com que uma nova terapia seja realmente nova? O que faz com que ela permaneça vinculada a sua origem, tornando-se um “estilo” ou “variação”? O que por outro lado a afasta demais, fazendo-o deixar de ser aquilo?

Para ser Shiatsu, uma terapia precisa estar alinhada com sua principal fundamentação teórica e linha prática. E assim seguimos: os meridianos, o yin-yang, a pressão com os dedos… O conhecimento comparado de várias técnicas nos permitia seguir aprofundando o conceito de Shiatsu e nortear a técnica a partir deste.

A medida que o Shiatsu Emocional amadurecia, incorporando novos aspectos, estivemos atentos para sua transformação, e percebemos o momento em que ele é diferente demais para ser “Shiatsu tradicional”, mas que era fiel demais a ele para não ser Shiatsu.

Não fosse a polêmica gerada no Shiatsu Brasil do Orkut, talvez essa clareza nunca tivesse ocorrido.

Reich, Sylvio

O primeiro a me falar de Wilhelm Reich foi um de seus poucos amigos verdadeiros. Seu nome era Alexander Sutherland Neill, um senão o educador mais importante da história. Em sua escola, não há diretividade, e sua ausência permitia que os alunos simplesmente fossem. E sendo simplesmente, descobriam-se como nenhum pai ou pedagogo jamais poderia estimular. A célebre frase “Gostaria antes de ver a escola produzir um varredor de ruas feliz do que um erudito neurótico”, presente em um de seus vários livros, marcou meu final de adolescência, quando descobri muito as minhas dificuldades comuns daquela época. Neill enxergava seus alunos como pessoas com vontades próprias, e as respeitava. Isso em geral os fazia ir bem além de ocuparem profissões mecânicas como varrer ruas, mas tornarem-se profissionais de alto destaque fosse a área que escolhessem. Se Malinovsky havia vencido a teoria do complexo de Édipo latente através de seu estudo entre os trobiendeses, Neill havia vencido a “alma caótica infantil” a ser modelada pela educação para seu próprio bem. E parte disso tem relação com o que li e conversava com Reich. Reich, pai das psicoterapias corporais. Reich, discípulo de Freud, mais um dos dissidentes da psicanálise. Reich, o louco que reintroduzia na psiquiatria a ideia de energia vital – o Orgon. Li Reich em Neill e depois li Reich em diversos autores de psicoterapia e psicoterapia corporal: Dutchwald, Gaiarsa, Roberto Freire, Pierrakos, Perls, Keleman, Schulz, Boadella, Raknes, e enfim nele mesmo. Compreendia apenas parcialmente seus escritos, compreendia apenas parcialmente seu mundo. Mas o bastante para conhecer sua teoria acerca da análise do caráter e suas couraças musculares. Eu considerava suas teorias uma descoberta fascinante, e enxergava correlações claras com as teorias da antiga medicina oriental. Investia no estudo comparado entre meridianos, couraças e chakras, e isso foi a grande base do livro. Mas ainda havia um algo mais, que não pode ser adquirido nos livros. Havia um mestre a conhecer, alguém que respirasse Reich. Foi quando conheci Sylvio Porto.

Porto fizera parte de uma geração de psicólogos que mergulhara junto, fundo, no mundo de Wilhelm Reich. No início dos anos de 1980 eles eram o CIO – Centro de Investigação Orgonômicas Wilhelm Reich. Muitas realizações ocorreram ali: a vinda de Federico Navarro (discípulo direto de Ola Raknes, um dos principais terapeutas reichianos, com quem inclusive Reich viveu uma relação transferencial) para oficinas, refizeram experiências executadas no passado pelo próprio Reich, traduziram textos, atenderam pessoas discutiram com calor a obra do gênio que fora o psiquiatra.

Entrei para uma de suas turmas de Massagem Reichiana em 2009. Para Sylvio Porto, a massagem é um veículo de mobilização de couraças, que pode auxiliar e ou anteceder a terapia reichiana propriamente dita. Ensinar esse curso é para ele um modo excelente de apresentar o pensamento ortodoxo reichiano, e distingui-lo do movimento neo-reichiano que altera muitas de suas ideias e prática.

Não parei no curso. Fui seu cliente. Estudei mais. Fui seu monitor. Colei nele. Um dia o Mestre Wu, da Sociedade Taoísta do Brasil, disse que era sempre muito bom estar perto dos mestres, que quanto mais se ficava, mesmo que sem palavras, mais se aprendia. Eu procurei respirar Sylvio para respirar um Reich mais puro do que o que havia encontrado nos livros e nas passagens por outros livros.

O Shiatsu e a Terapia Reichiana eram complementos um do outro, já não havia dúvida. Um corpo teórico mais sólido e revigorado surgiu e permitiu uma apresentação bem sucedida do Shiatsu Emocional, no XI Congresso de Psicoterapia Corporal, ocorrido em 2011 na cidade de Curitiba. Era uma questão de tempo para que o curso, que já havia crescido de 16 para 32H, ganhasse novos níveis de conhecimento, e uma metodologia ainda mais diferenciada, onde a etapa final se baseia na relação direta professor-aluno.

Em 2016, o Shiatsu Emocional tornou-se a principal formação da Escola de Shiatsu SHIEM, opera por vontade própria. Outros professores dão o curso. Outros profissionais atual com a mesma qualidade que eu, e até melhor, porque eles são eles mesmos, e talvez sejam ainda melhores.  Em breve, novas teorias e práticas começam a se desenhar, de minha parte e de outras pessoas, pois o Shiatsu Emocional não para de evoluir.

É uma satisfação muito grande relembrar os três primeiros grandes marcos formativos que orientaram os principais fundamentos do Shiatsu Emocional nesse momento.

Durante esses anos, nunca esqueci das pessoas, lugares e situações que fizeram amadurecer a trajetória do Shiatsu Emocional. E foram tantos que seria injusto anunciar aqui e correr o risco de deixar faltar alguém.

Vida longa e próspera ao Shiatsu Emocional!

Agenda: Cursos Eventos etc.

Humaitá recebe a última turma do curso de Shiatsu da SHIEM em 2015, e reserva surpresas e despedidas

A Escola de Shiatsu – SHIEM ministra sua última turma 2015 em novembro. O curso conta com a Professora Nathalia Tupinambá e a última participação do Prof. Arnaldo V. Carvalho, coordenador geral, que agora passa a se dedicar aos alunos que desejem se aprofundar na técnica.

Além disso, o curso prepara algumas novidades. A estreia de Nathalia Tupinambá como a mais nova professora de Escola de Shiatsu, apostila e conteúdos digitais atualizados.

Saiba mais através do evento do curso no Facebook:

https://www.facebook.com/events/1642166446025797/

Esperamos por vocês!

curso_nov_2015

Agenda: Cursos Eventos etc.

Shiatsu da Escola Shiem volta a ser ensinado em São Paulo

Conheça nossa metodologia e diferenciais.

Página do curso no Facebook: https://www.facebook.com/events/458695427628083/

shiemout2015

Agenda: Cursos Eventos etc., Clipping/Imprensa

Último curso de Shiatsu do ano em Niterói – VALOR PROMOCIONAL PRORROGADO!

novocartaz_shiem_nitset2015_2

Sem categoria

Segundo semestre traz novidades para o calendário da Escola de Shiatsu

Retornamos de nosso recesso com a agenda atualizada. O Shiem retorna a São Paulo após algum tempo sem curso por lá, e lançará mais três professores do curso básico, todos alunos avançados. Além disso, aderimos a uma política de descontos para inscrições com antecedência, além de manter as demais formas de acesso com desconto (saiba mais!)

Fiquem de olho em nossa agenda!

Agenda: Cursos Eventos etc., Notícias

Instituto Ortobio é a nova sede da Escola de Shiatsu Shiem – e a parceria não para por aí!

Escola de Shiatsu e Instituto Ortobio anunciam grande parceria para 2015

Parceria Shiem Ortobio

A Escola de Shiatsu – Shiem é o resultado de dez anos do curso Shiatsu Emocional, que foi ministrado pela primeira vez por Arnaldo V. Carvalho em abril de 2004, na cidade de Salvador. Com o tempo, o curso se expandiu e se tornou uma formação completa em três níveis. Novos professores foram formados, e o amadurecimento de tudo isso culminou com a criação da Escola de Shiatsu Shiem, identidade coletiva que promoveu nos últimos anos diversos cursos de Shiatsu e afins.

Parceria Shiem Ortobio

Agora o Instituto Ortobio traz a Escola de Shiatsu para si, em uma parceria inédita, que beneficiará a todos. Ortobio, a partir de 2015, torna-se sede oficial da Shiem. Com entusiasmo, o diretor do Instituto Ortobio A. Fiorentin e o Prof. Arnaldo V. Carvalho que dirige a Shiem firmaram sua parceria e apresentam agora o novo espaço, que promete grandes atividades em 2015.

Presenças internacionais e jornada de Shiatsu são destaques

Na nova sede da Escola de Shiatsu Shiem, Niterói entrará em definitivo para o circuito internacional da terapia. Somente em 2015, estão confirmadas as vindas de Mercedes Avellaneda, Argentina; Emerson Bastos, Inglaterra; e Emílio Estivill, da Espanha. Grandes nomes do Shiatsu nacional também se farão presentes, entre eles o introdutor do Ohashiatsu oficialmente no Brasil, Marco Duarte (de Belo Horizonte, MG), o discípulo do Monge Tokuda Prof. Valério Lima (de Goiânia, GO), e o diretor do Espaço Kenko de Porto Alegre, Prof. Tiago Azevedo. Shiatsu Facial, Shiatsu Estrutural, Seminários de Respiração, Pedras Quentes Japonesas, entre outras técnicas são parte do calendário protagonizado por esse elenco de estrelas.

Parceria Shiem Ortobio

Finalmente, promete o primeiro evento de Shiatsu da Aeshi – Escolas Parceiras de Shiatsu, que reunirá alunos de três estados diferentes pela primeira vez, para atualizarem-se e avançar no intercâmbio nacional de conhecimentos.

Visite a página de nossa AGENDA para conhecer a programação anual, e assine nosso Blog para ficar de olho em tudo o que acontece na ESCOLA DE SHIATSU Shiem!

 

Artigos e afins, Nossos cursos

A formação em Shiatsu da SHIEM Escola de Shiatsu

FORMAÇÃO EM SHIATSU SHIEM

Resumo prático

O que é: Nossa Escola de Shiatsu tem um modelo inovador de formação!

https://shiatsuemocional.files.wordpress.com/2015/01/7d12b-capa_shiatsu_emocional.jpgNosso curso é dividido em NÍVEIS, e todos contemplam além da formação completa de Shiatsu, a formação específica no Shiatsu Emocional e no Zen Shiatsu.

São três Níveis: Básico, Intermediário, Avançado.

 

Resumindo:

Nível Básico, 32H de curso presencial + 28h de formação complementar online. Dá direito a apostila, certificado, reciclagem por um ano, e entrada no grupo de estudos shiem (grátis no primeiro ano).

 

https://i0.wp.com/imagizer.imageshack.us/a/img822/1545/shiatsuemotion.jpgNível Intermediário, 32H de curso presencial + dois anos de reciclagem, apostila e certificado. Pré-requisito ter feito o curso básico e ter a entrada no intermediário autorizada pelo professor do básico.
Nível avançado: Relação Direta-Professor Aluno. O aluno deve ser convidado por um professor SHIEM. Uma vez aceite, os dois marcarão uma aula de supervisão, onde o quadro de conteúdos será esmiuçado e será criado um PROGRAMA AVANÇADO DE FORMAÇÃO. A velocidade da formação dependerá de como o programa será criado e administrado, em parceria professor-aluno. Duração mínima de um ano.

SAIBA COMO a FORMAÇÃO  FUNCIONA DETALHADAMENTE, conhecendo os conteúdos, carga horária e outras informações.

https://i1.wp.com/farm3.staticflickr.com/2381/2343791520_a2a32118c5_z.jpg

Agenda: Cursos Eventos etc., Notícias

Edição inédita e única do curso Shiatsu Emocional na Tijuca (Rio, outubro 2014)

O bairro da Tijuca no Rio de Janeiro concentra grande número de centros de terapias de vanguarda, e um deles é o Grão, dirigido pela fisioterapeuta Gislaine Meera. Não podia ficar de fora o Shiatsu Emocional, que em outubro será oferecido em parceria inédita entre o Grão e a Escola de Shiatsu (SHIEM). anuncio_tijuca2014

“É uma honra para mim dar aulas no acolhedor Espaço Grão, que tem a frente minha professora de Thai Massagem Meera e abriga tantas terapias de ponta”, comenta o professor Arnaldo V. Carvalho, que pratica Shiatsu há vinte anos e é conhecido internacionalmente.

O curso, que abrange dois finais de semana inteiros (sábados e domingos), com aulas de 9 as 18H, acontecerá nos dias 11 e 12, 25 e 26 de outubro.

Os interessados podem se inscrever no curso através de evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1521928088034065/?fref=ts ou pelo e-mail escoladeshiatsu@yahoo.com.br

Um dos melhores cursos de Shiatsu do Brasil, esse curso já rodou o mundo, tendo sido ministrado em países de quatro continentes, além de dezenas cidades de norte a sul do país. Ele é completo em conteúdo, e com a vantagem de abordar os aspectos emocionais da terapia em grande profundidade. Outro destaque do curso diz respeito ao programa de educação continuada oferecido após o curso, gratuitamente a todos os alunos.

“São estudos dirigidos, encontros de treinamento, vídeo-debates e muitas outras estratégias de ensino para que o aluno não somente fixe o que aprendeu, mas possa refletir e produzir conhecimento, avançando no que o curso proporcionou”, diz Arnaldo.

Principais temas do Curso
– História do Shiatsu e da Medicina Tradicional Chinesa
– Abordagem psicossomática dos 12 Meridianos
– Shiatsu para diferentes desequilíbrios
– Sequência prática completa do Shiatsu Emocional

O Curso de Shiatsu Emocional oferece uma base forte de
Shiatsu associado aos conhecimentos da psicossomática
e da terapia reichiana, com técnicas exclusivas. No entanto, é uma modalidade terapêutica particular, com personalidade bastante própria.

Características do Curso
– Aberto a todos: leigos e profissionais de saúde, com ou sem
experiência em terapias manuais, orientais etc. (profissionais poderão obter descontos e seguir se aprofundando em cursos avançados)!
– os iniciantes conseguirão acompanhar bem, e sair do curso fazendo uma sessão segura, completa e eficaz de Shiatsu;
– profissionais de Shiatsu, MTC, de terapias manuais e outros profissionais de saúde se surpreenderão sobre o quanto esse curso tem a contribuir;
– o Curso abre as portas para os treinamentos intermediários e avançados em Shiatsu e Shiatsu Emocional;
– os alunos ganham acesso a grupo de estudos orientado via Internet;
– carga horária total: 60 horas (32 presenciais + 28 de estudo complementar obrigatório à distância);
– o participante terá direito a Certificado.

Está incluído o KIT ALUNO: Apostila completa + CD ROM riquíssimo em informações complementares.

Mais sobre o professor:
Arnaldo V. Carvalho, terapeuta corporal e naturopata; autor do livro Shiatsu Emocional; é membro da ABRASHI – Associação Brasileira de Shiatsu; pratica Shiatsu há mais de 20 anos e já ministrou cursos em dezenas de cidades brasileiras e diversos países de quatro continentes.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES
escoladeshiatsu@yahoo.com.br