Qual a diferença do Shiatsu Emocional para o Zen Shiatsu?

O estudante de Shiatsu Simon, ficou muito curioso e quis saber a diferença de Zen Shiatsu e Shiatsu.

Shiatsu não é uma terapia, mas uma FAMÍLIA de terapias que começou no Japão e seguiu crescendo pelo mundo. Zen Shiatsu e Shiatsu Emocional são variedades do Shiatsu. O Shiatsu nasceu de terapias corporais mais antigas combinadas a intuição de certos professores + as necessidades do momento em que ele foi criado. O Zen Shiatsu foi criado por Masunaga e se apoia em algumas teorias da Medicina Chinesa e outras das práticas de saúde do Japão. conta ainda com uma “pitada” de psicologia. O Shiatsu Emocional tem forte base na psicologia e utiliza teorias parecidas com a do Zen Shiatsu, mas em proporções diferentes. Como em química, uma terapia que use os mesmos ingredientes mas com proporções muito distintas gera resultados também muito variados.

Suas dúvidas são muito boas e pertinentes, e portanto merecem respostas adequadas, não sendo possível ser breve. Portanto, espero que tenha paciência e leia o e-mail até o fim.

O Zen Shiatsu é o estilo criado pelo mestre Masunaga, e desde sua morte praticamente não mudou. Um amigo dele, Ohashi, responsável pelo primeiro livro de Masunaga e único publicado pelo mesmo ainda em vida (seu segundo livro foi organizado por sua esposa após seu falecimento), seguiu desenvolvendo seu shiatsu a partir de sua formação no Zen Shiatsu. Quando seu estilo já se diferia muito e incorporava outros saberes e frutos de suas próprias reflexões e maturidade, ele criou sua própria escola, que passou a ensinar o estilo conhecido como Ohashiatsu. Uma de suas professoras, Pauline Sasaki, após anos de trabalho, reflexão, estudos paralelos e amadurecimento criou o Quantum Shiatsu (que utiliza elementos da física quântica). Então, entre os praticantes de Shiatsu, existem aqueles que seguem apenas um modelo fechado, e há aqueles que entendem o Shiatsu como um MOVIMENTO, tal como a vida, sempre em constante mutação, evolução, desenvolvimento. Sob essa perspectiva, podemos pensar em uma nova pergunta:

Para onde o shiatsu evolui?

Ele evolui para onde há necessidade humana, e de acordo com os grupos sociais e seus indivíduos.

Hoje, no Brasil e no mundo, há uma supremacia do paradigma da doença sobre a da saúde, do físico sobre o emocional, do fenomenológico sobre o funcional. Se você perguntar às pessoas na rua que já ouviram falar de shiatsu: “que é shiatsu para você?”, escutará coisas como “Shiatsu é para dor nas costas”, ou simplesmente “para dor”, ou ainda: “aquele negócio para a coluna que o japonês faz”. Podem ainda te contar que “tem um japonês perto de casa que resolve”, e finalmente, a mais infeliz das afirmações típicas: “shiatsu é dor”. Sim, MUITA gente rejeita o Shiatsu, pois vincula a técnica com dor – e isso é fruto de uma prática executada de maneira inadequada, mas que muitos profissionais seguem. Tendo em vista que o Shiatsu trabalha com muita eficácia uma série de circunstâncias emocionais, a primeira coisa que podemos dizer é que o nome “Shiatsu Emocional” oferece imediatamente a pessoa a idéia de que ela não está indo a uma sessão simplesmente para tratar a dor nas costas.

Pessoalmente, iniciei meu caminho envolvido com controle mental e sempre dei muita ênfase à psicologia e a pedagogia. No caminho de ser um ser humano melhor e um profissional melhor (não faço distinção), entrei em contato com várias escolas, dentre elas o Zen Shiatsu. Mas eu recebo influência de diversos outros métodos, escolas de Shiatsu e outras terapias tradicionais. O Shiatsu Emocional começou a surgir quando os elementos da psicologia, que estudava em paralelo, em especial da psicologia reichiana, foram progressivamente sendo incorporados a minha prática. Quando o entendimento de que o foco sob as emoções e a necessidade do profissional conhecer o que está por trás de seus atos e do vínculo de relacionamento que ele cria com seu cliente eram fundamentais; e pela ênfase clara que se dá durante o período formativo sob os aspectos emocionais dos meridianos, e não tanto sob os aspectos físicos – o contrário, portanto da maioria das escolas de Shiatsu.

É verdade que Masunaga estudou psicologia, e o Zen Shiatsu foi o primeiro método a abordar com mais complexidade ar relações das emoções com os caminhos de energia na formação profissional, embora haja pouca ou nenhuma conversa sobre isso durante as sessões. Porém, há algumas outras escolas que de um modo ou de outro preocupam com esse aspecto. O Shiatsu Emocional seja talvez a única que não simplesmente inclui tal aspecto em seu programa – ele utiliza o mesmo para fazer de sua prática uma experiência tranformadora e libertadora em termos psíquicos.

Como diferenças na TEORIA do Zen Shiatsu x as teorias do Shiatsu Emocional, posso citar:

Kyo/Jitsu: O Zen Shiatsu trabalha com ênfase na idéia de reforçar meridianos enfraquecidos, enquanto o Shiatsu Emocional prefere o foco no DESBLOQUEIO que leva ao estado de homeostase dinâmica dos pares de meridianos – o que resolve naturalmente os problemas de insuficiência e excesso.

Relação terapeuta/cliente: O zen Shiatsu não aborda nem na formação nem na prática as questões transferenciais, entre outras.

Estudo de psicologia aplicada ao Shiatsu: O Zen shiatsu não estuda. O Shiatsu Emocional estuda certas bases, especialmente focadas nos temas inerentes ao pensamento reichiano, e ainda tece várias comparações entre as teorias da MTC e as modernas. Estabelece, finalmente, correlações entre segmentos psiquicos (que dão origem às couraças musculares do caráter) e meridianos, dentre outras correlações.

Catarses e situações emocionais extremas: Os alunos não aprendem a lidar com situações emocionais graves que podem surgir em um atendimento de Shiatsu, o que pode reforçar padrões neuróticos, gerar resistências aos movimentos de transformação, entre outras situações que constituem grave erro nas formações mais básicas.

Abertura do Sistema: O Zen Shiatsu é um sistema fechado em si. As gerações passam e todos continuam reproduzindo com a máxima fidelidade aquilo que aprenderam.  No Shiatsu Emocional o aluno é incentivado desde o início a buscar o seu próprio Shiatsu.

Caminhos de conhecimento: O Zen Shiatsu tem ensino e estudo linear, como quase todas as demais escolas. No Shiatsu Emocional a linearidade só acontece na base, tornando-se mais e mais individual a medida que o estudo avança.

DIFERENÇAS NA PRÁTICA

Pressões: no Zen Shiatsu há predominância de pressões com as palmas. No Shiatsu Emocional trabalhamos com alternância de segmentos.

Movimentos e manobras: Os movimentos são limitados e sempre se repetem, caso o aluno siga apenas a mesma escola – o que oferece o risco de torna-los despersonalizados, não fosse pela competência de muitos bons profissionais.

Rotinas: As rotinas de trabalho do Shiatsu Emocional são muito mais variadas que as do Zen Shiatsu, e isso acontece por uma questão técnica e uma questão relacional importante, que é estudada em profundidade na escola.

Postura: Os movimentos nascem do Hara em ambas as escolas. Contudo, O Shiatsu Emocional se aproxima em movimento do Ohashiatsu, porém sendo mais permissivo quanto as posturas, e ao mesmo tempo estimulando após o domínio das posturas básicas a inclusão de posturas em alongamento e outras, para que o trabalho vá beneficiando simultaneamente os dois interagentes na sessão.

Dinâmicas que envolvem fala e visualização. O estilo Zen Shiatsu tende a ser silencioso o tempo todo, e qualquer conversa somente ocorre por tolerância do terapeuta. No Shiatsu Emocional a fala pode em certos momentos ser fundamental, havendo espaços especiais para a mesma dependendo das circunstâncias do momento. A fala direcionada e visualizações simultâneas ao processo do Shiatsu fazem parte do Shiatsu Emocional e não do Zen Shiatsu.

Preocupação com a acessibilidade: O Shiatsu Emocional se preparou para receber alunos com necessidades físicas especiais, e que poderão descobrir seu próprio Shiatsu na escola, tornando-se um praticante de igual valor. Essa acessibilidade, é bom observar, restringiu-se por muitos anos aos deficientes visuais nas escolas de An-mo e Shiatsu do Japão.

Há outro texto que compara o Shiatsu Emocional com outros estilos e explica o papel do Shiatsu Emocional e seu lugar no universo das terapias e na árvore de estilos do Shiatsu. Vá em http://www.shiatsuemocional.com.br e clique em “carta dos profissionais da MTC”, na coluna da esquerda. Leia, no mesmo site, na sessão “Curso”, as PERGUNTAS FREQUENTES.

Simone, existem muitas outras diferenças, tanto na prática como na teoria, mas para você perceber por completo, só entrando. A base do Shiatsu continua a mesma, e o que faz com que haja várias escolas de Shiatsu no mundo, hoje, é justamente a existência de uma base comum.

Um grande abraço ao Simon, e que você consiga uma boa formação! Seja bem vindo ao mundo do Shiatsu!

Arnaldo

2 comentários a “Qual a diferença do Shiatsu Emocional para o Zen Shiatsu?”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s